Ventilação Não Invasiva

A umidificação é essencial para a manutenção do equilíbrio natural de calor e umidade nas vias aéreas. Sem a Umidade Essencial, as altas pressões e taxas de fluxo empregadas na VNI podem suprimir o mecanismo natural de condicionamento de gás do paciente.

Grandes volumes de gás frio e seco podem deteriorar ainda mais o sistema respiratório já comprometido do paciente.

Diretrizes de Prática Clínica da American Association for Respiratory Care (AARC) (2012):

  • A umidificação ativa é sugerida para ventilação não invasiva (VNI), visto que pode melhorar a aderência e o conforto.
  • A umidificação passiva (HME) não é recomendada para a ventilação não invasiva.

Benefícios da ventilação não invasiva com umidade essencial

Paciente Médico
Redução do ressecamento oral, lábios rachados e sangramentos nasais Menos intervalos de ventilação
Minimização da desidratação das vias aéreas e da inflamação Necessidade de menos tempo para reajustar a máscara
Redução da congestão e da broncoconstrição Menos cuidados orais devido ressecamento oral
Melhora na depuração das secreções Pacientes mais confortáveis
Redução do trabalho respiratório Aumento da tolerância à terapia de VNI
Melhora na ventilação Aumento da confiança no tratamento não invasivo

Ver as principais referências clínicas

A Umidade Essencial maximiza a tolerância

Ao aquecer e umidificar o fluxo de gás no mesmo nível que ocorre naturalmente na nasofaringe (31 °C, 32 mg/L), a tolerância do paciente ao tratamento é maximizada de três maneiras:

  • Maior conforto
  • Ressecamento das vias aéreas reduzido
  • Melhora na depuração das secreções

A Umidade Essencial compensa os efeitos do resfriamento e ressecamento dos gases medicinais. 

Umidificação ativa para o tratamento das exacerbações da DPOC

A DPOC é caracterizada por uma gama de alterações patológicas, incluindo disfunção ciliar nas vias aéreas e hipersecreção mucosa. As alterações inflamatórias e estruturais aumentam com a gravidade da doença. As exacerbações representam uma amplificação ainda maior da resposta inflamatória.

Para melhorar os resultados e evitar novas internações, precisamos otimizar o tratamento das exacerbações agudas da DPOC. A umidificação ativa mostrou-se eficaz na otimização da depuração mucociliar. Ela deve ser utilizada  na presença de secreção abundante.